Blog do Léo

Conteúdo voltado para banco de dados Oracle e SQL Server

Uma tarefa muito comum para Administradores de Storage é a expansão de discos e hoje vamos aprender como expandir uma LUN de 256GB para 600GB em poucos passos:

1º – Localize a LUN desejada, no nosso caso será a LUN_TESTE:

1 - Storage Expandir lun (3)

1 - Storage Expandir lun (1)

2º – Clique com o botão direito sobre a LUN e selecione: Expand

1 - Storage Expandir lun (2)

 

3º – Digite o novo tamanho da LUN e clique em OK. Note que o valor pode ser colocado em MB, GB, TB e Block:

1 - Storage Expandir lun (4)

Feito isso clique em OK.

4º – Verifique o novo tamanho da LUN:

1 - Storage Expandir lun (5)

É uma operação bastante simples, basta ter espaço disponível no storage pool para realizar essa operação.

Quando trabalhamos com algum sistema operacional, seja ele windows, mac ou linux é importante saber o quanto de recurso está disponível para realizar suas tarefas, seja CPU, Memória, Disco, Rede, versão do S.O. dentre outros.  Abaixo alguns comandos úteis para redhat e centos:

Verificar a versão do S.O.: cat /etc/redhat-release !

6 - Versao do s.o.

Listar CPU:  cat /proc/cpuinfo

1 - Processador

Memória: free -m ou free -h ! O free -h mostra os valores em GB, facilitando a visualização dos números:

2 - Memória

Disco: df -h

3 - Disco

Memória virtual: cat /proc/swaps

4 - Swap

Para verificar os ativos de rede, utilize os comandos: mii-tool e dmesg | grep eth

5 - Rede

Com essas informações você já será capaz de ter noção dos recursos disponíveis pelo seu sistema, lembrando que o comando htop também fornece algumas dessas informações e seu uso em tempo real.

 

O comando HTOP é utilizado para listar todos os processos que estão rodando no servidor linux. Em muitos casos é preciso instalá-lo à parte, pois o mesmo não é contemplado em grande parte das versões linux disponíveis.  Além de ser leve e bem intuitivo, o htop fornece informações em tempo real sobre o uso de processador, memória e swap do seu servidor Linux, conforme imagem abaixo:

1

 

No exemplo acima temos um servidor com 8 cores de processador e 64GB de RAM, sendo o uso desses recursos representados pelas cores: VERDE, VERMELHO, AZUL E AMARELO/LARANJA:

Em CPU temos:

  • VERDE: Threads rodando com prioridade normal
  • AZUL: Threads rodando com baixa prioridade
  • VERMELHO: Threads rodando em favor do Kernel

Em MEMÓRIA:

  • VERDE: Memória em uso pelas aplicações
  • AZUL: Buffers em utilização
  • AMARELO/LARANJA: Cache

E para SWAP, temos somente a cor vermelha, que representa a quantidade de memória SWAP utilizada.

Para obter essa documentação, basta entrar no HTOP do linux, e apertar a tecla F1, conforme procedimento abaixo:

1 – Digite htop no shell do linux:

2

 

 

Exemplo da interface do HTOP:

3

 

 

 

 

 

2 – Aperte a tecla F1 e verique a documentação referente ás cores utilizadas pelo HTOP

4

 

 

 

 

 

Basicamente são essas as informações referente ao uso dos recursos, nas próximas postagens estarei falando sobre as demais opções disponíveis no HTOP para alteração de prioridade em processos, filtros, ordenações, etc!

Até a próxima.

Após fazer a instalação do SQL Server em seu ambiente é importante verificar alguns pontos para que nenhuma surpresa desagradável venha a acontecer. Alguns itens básicos de verificação que podem ajudar são:

 

  • Verificar o alinhamento das partições entregues ao S.O. Essa opção deve ser verificada antes de instalar o SQL Server, caso contrário, tem o trabalho administrativo para mover as bases de dados para outra unidade, formatar o disco com o alinhamento correto e voltar os bancos para a partição original.

 

  • Desabilitar o usuário SA e criar um grupo no Windows como sysadmin e incluir lá os DBA’s responsáveis pela instância.Entretanto considere a possibilidade de habilitar somente o Windows Authentication Mode no momento da instalação, e só depois habilitar o Mixed Mode, assim não será preciso digitar a senha do SA e o mesmo será criado desabilitado.

Read more…